Tag Archives: Blogs em Wordpress

Wordpress com Grandes Empresas

Empresas que contam com o WordPress

Alguns dias atrás um cliente me perguntou, tomado por dúvidas e lendas urbanas sobre a adequação do uso do WordPress para grandes projetos, se ele sabia de grandes empresas que utilizam o WordPress para ter uma garantia de que seu site não iria deixá-lo lançada.

A escolha do gerenciador de conteúdo para um projeto web não é uma simples tarefa, apesar de que nos últimos anos a maioria aposta em WordPress. Continue reading

Samsung Galaxy Gear no Brasil

Em 2013, quase 2 milhões de relógios conectados foram vendidos

Mais de 60% dos aparelhos rodam o Android, do Google, diz Strategy.

Esse é o sistema operacional do mais famoso desses dispositivos, o Gear.

A consultoria Strategy Analytics divulgou nesta quinta-feira (13) um balanço de vendas de relógios inteligentes em 2013 que mostra que pouco menos de 2 milhões de unidades foram comercializadas.
Do volume total, 61% desses computadores de vestir rodam o sistema operacional Android, como o mais conhecido deles, o Samsung Galaxy Gear, o que totaliza 1,2 milhão de aparelhos. O restante, pouco mais de 700 mil relógios, operam outro tipo de sistema operacional.
Em novembro do ano passado, a Samsung afirmou ter vendido 800 mil Galaxy Gear. No Brasil, o dispositivo custa R$ 1,3 mil e nos EUA, US$ 300. O relógio funciona muito mais como um acessório de tablets e smartphones da fabricante sul-coreana do que um aparelho autônomo.
Os relógios inteligentes são os principais exemplares da nova onda de computadores vestíveis, que também inclui o óculos inteligente do Google, o Glass. O volume vendido desses dispositivos parece pequeno, mas estimativas apontam que os números devem crescer nos próximos anos.
Em relatório divulgado ainda em dezembro de 2013, a consultoria Juniper Research prevê que o volume dos PCs de vestir deve chegar a 130 milhões até 2018.

Fonte: G1 Globo

Comercio Eletrônico no Brasil

Comércio eletrônico cresce a passos largos

Com dez milhões de novos consumidores em 2013 – especialmente mulheres e pessoas com mais de 50 anos, das classes C e D -, e-commerce projeta crescimento de 27% neste ano

Impulsionado pela entrada de dez milhões de novos consumidores online, o comércio eletrônico no Brasil deu um salto de 29% em 2013, na comparação com o ano anterior, totalizando um faturamento de R$ 31,1 bilhões. Entre os motores deste crescimento explosivo estão as mulheres e os internautas com mais de 50 anos, principalmente das classes C e D, segundo indica levantamento da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm).

“A penetração da internet no país está em torno de 50%. Nos próximos três anos deve chegar a 60%, 70%, o que representaria a entrada de até 40 milhões de novos consumidores no e-commerce”, estima Mauricio Salvador, presidente da ABComm. No ano passado, 53 milhões de brasileiros fizeram compras pela internet.

O estudo indica que, além dos eletrônicos, produtos de informática e eletrodomésticos, os artigos de moda e acessórios e de saúde e beleza puxaram as vendas. Em 2009, as categorias de moda e beleza ocupavam, respectivamente, a 15ª e a 16ª posições no ranking de vendas online. A mudança gradual no perfil do e-consumidor brasileiro catapultou para o primeiro lugar os produtos de moda e acessórios, em 2013. Saúde e beleza ocuparam no ano passado a terceira posição no pódio.

Outro fator decisivo para a expansão no ano passado foi a fidelização dos consumidores pelo canal de vendas via internet. “O mercado está amadurecendo e o aumento da confiança do cliente se reflete em mais compras, numa maior abertura de mercado”, explica Thoran Rodrigues, sócio-fundador da BigData Corp, empresa especializada na análise de dados na web. A pesquisa da ABComm mostra que, no grupo de consumidores fidelizados de mais alta renda, o ticket médio das compras varia entre R$ 700 e R$ 800, abrangendo com frequência produtos eletro-eletrônicos e eletrodomésticos. “A internet se firmou na mente do consumidor como o local mais barato para se comprar”, argumenta Salvador, da ABComm.

A estimativa da associação para este ano é de uma expansão de 27% em relação a 2013. Com esta taxa de crescimento, o segmento deverá movimentar R$ 39,5 bilhões em 2014. O crescimento vigoroso projetado para este ano está calcado principalmente na popularização dos smartphones, além da entrada de novos players no mercado. A pesquisa indica que 15% das lojas virtuais foram visitadas por meio de dispositivos móveis, enquanto 10% das compras no ano passado foram realizadas por meio deste tipo de aparelho. Com relação aos novos entrantes, o presidente da ABComm lembra que alguns grupos de varejo fortes regionalmente — especialmente nas regiões Norte, Nordeste e Sul — ainda não contam com operações estruturadas na internet. São empresas com faturamento na casa de R$ 300 milhões.

Fonte: Redação e-Commerce Brasil